O setor econômico que mais cresceu foi o da construção civil, que apresentou aumento de 3,5% na quantidade de empregados. Para o presidente interino do Sindicato da Indústria da Construção Civil, o resultado tem relação direta com a retomada do crescimento da economia brasileira. “A construção civil é o setor que responde mais rápido nessas situações. E a melhora é tanto nas obras públicas quanto privadas” 

Na administração pública, o acréscimo foi de 3,3%. No comércio, houve um aumento de 6 mil pessoas.  Já nos serviços e na indústria de transformação, o número reduziu em 0,3% e 2%, respectivamente. O balanço da Codeplan ainda aponta que a quantidade de autônomos diminuiu em 3,5%, e o número de carteiras assinadas teve um crescimento de 2,2%. Já o total de trabalhadores sem carteira reduziu em 3 mil.