0800 007 0677

Blog

Principais erros ao abrir uma empresa

29/04/2019 0

Ao abrir um empresa é comum cometer alguns erros, muitos são bem previsíveis e poderiam ser evitados. Alguns podem ser, inclusive, a causa que leva várias empresas a fecharem as portas. Um dos principais é a ausência de um estudo preciso da região onde vai atuar e o público ao qual sua empresa se destina.

Porém o maior, e mais preocupante, é a falta de suporte e preparo na hora de abrir seu próprio negócio. Muitas pessoas se precipitam por entrar em um setor ou nicho apenas porque é tendência, porém, tomar uma atitude assim sem planejamento pode gerar uma série de dificuldades pelo meio do caminho.

Por isso, para lhe ajudar na sua jornada empreendedora listamos os principais erros que as pessoas cometem ao abrir uma empresa. Veja a seguir quais são e prepare-se para não cometê-los.

 

  1. Falta de pesquisa de mercado

O mercado está sempre em busca de uma fórmula mágica de vendas ou receita de sucesso dos negócios e, quase sempre, esquecem do primeiro passo para abrir um negócio com segurança: estudar o mercado.

Primeiro devemos estudar e depois partir para a prática. Entenda quem é o seu público, quais são suas preferências, faça uma pesquisa de opinião para saber se o seu produto/serviço tem aceitação e oportunidade no mercado. Essas são apenas algumas das ações que você pode realizar para entender melhor a dinâmica do mercado em sua região.

A falta de conhecimento sobre o setor de atuação contribui significativamente para que muitos negócios encerrem suas atividades. Segundo dados do IBGE, de uma pesquisa realizada em 2010, das 733,6 mil empresas, apenas 37,8% delas sobreviveram até 2015, ou seja, a maioria fecha as portas após 5 anos. Você pode ver mais detalhes da pesquisa clicando aqui.

 

  1. Equipe mal estruturada

Além da falta de estudo de mercado, região de atuação e potencial dos consumidores, ainda temos uma visão atrasada de que primeiro precisamos vender (seja um produto ou serviço) para depois contratar, mas este fato logo se mostra ineficaz e prejudicial às empresas. Afinal, como você venderá seu negócio sem que haja pessoas para executar? Já pensou em uma empresa que vende produtos sem ter um balconista ou caixa? Ou uma empresa que presta serviços sem que haja quem execute o serviço? Por isso, precisamos ter pessoas envolvidas estrategicamente em cada processo, para garantir o bom funcionamento de seu negócio.

Pesquisas mostram que quanto maior o número de funcionários de uma empresa, menor a probabilidade de fechamento, isso ocorre devido a uma gestão fortalecida e o comprometimento de mais pessoas no desenvolvimento da empresa. Além disso, evidencia o porte do negócio no mercado.

Lembre-se que qualidade é mais importante que quantidade. Por isso, invista em um time capacitado e que tenha o perfil mais indicado para seu negócio, isso garante um atendimento excelente que atende às expectativas dos clientes.

 

  1. Falta de preparo e experiência

Outro fator que põe a empresa em risco é a falta de conhecimento ou inexperiência do empreendedor. Abrir seu próprio négocio é um momento decisivo, portanto é necessário se preparar, e para isso há vários caminhos disponíveis.

O Sebrae, por exemplo, oferece vários programas e cursos voltados para o empreendedorismo, como o EMPRETEC, que fala a respeito do que considerar antes de se aventurar por este mundo tão concorrido de pequenas e médias empresas.

 

Conheça uma ótima opção para começar um negócio de baixo risco

Apesar das dificuldades, há formas de entrar no mercado com segurança. Um grande meio, e que vem ganhando destaque no Brasil, é o investimento em franquias.

Segundo o último levantamento em 2018 realizado pela ABF (associação brasileira de franchising) existem no país mais de 2.877 marcas com mais de 153 mil unidades. A grande vantagem do segmento é ter uma marca reconhecida e que já foi testada no mercado, trazendo a multiplicação de novas ideias, padronização de atendimento e fortalecimento de parcerias.

Ao optar pela franquia, você começa um empreendimento com um modelo de negócio pronto e seguro. Além disso, conta com um suporte da matriz durante a implantação e atividades do negócio para garantir o sucesso da empresa.

 

A nossa dica para entrar no mercado e não cair no índice de mortalidade, é estudar e se aperfeiçoar. Tenha como referência marcas já consolidadas que vão lhe ajudar neste processo.

Se você deseja saber um pouco mais sobre o mercado de franquia, faça o download de nosso ebook "10 motivos para investir em franquias" clicando neste link.

 

Deixe seu comentário

4 Aplicativos que ajudam na reforma

Medir a área da reforma, escolher a cor certa para a parede e planejar o valor gasto em materiais. Com a ajuda do seu celular agora você pode agilizar e planejar melhor essas etapas específicas da reforma ou construção.

Saiba mais

7 Opções de crédito para construir ou reformar

No Brasil existem algumas boas opções de crédito para construção e reforma. Confira no nosso blog algumas opções que consideramos mais benéficas para você!

Saiba mais

5 dicas para economizar na reforma

Para grande parte dos brasileiros as reformas residenciais podem ser sinônimo de dor de cabeça. Isso porque muitas vezes elas acabam saindo caras e demorando mais tempo que o esperado. Mas não precisa ser assim, né? 

Para garantir que esse momento seja tão prazeroso quanto ver o resultado da casa pronta, reunimos algumas dicas essenciais para que você reforme o seu lar sem transtornos e sem estourar o orçamento!

Saiba mais